Darwinismo

Darwinismo é o nome dado aos estudos e teorias do naturalista britânico Charles Darwin, que viveu entre os anos de 1809 a 1882. Darwin é considerado o pai da Teoria da Evolução. O termo darwinismo é também conhecido como evolucionismo. Seus estudos surgiram em oposição à ideia do criacionismo, que prega que todos os seres vivos presentes no planeta Terra surgiram da criação de “Deus”, um ser superior.

Seleção natural darwinista

Dentro dos estudos da doutrina darwinista, acredita-se que os ambientes (natureza) selecionam os organismos que sobreviverão, isto é, os mais adequados para habitar determinado ambiente. Darwin deu a isso o nome de “seleção natural”.

As espécies que se mostrarem com mais facilidade para sobreviver em determinado ambiente, serão as que irão se multiplicar e evoluir, sendo os seus descendentes os dominadores daquela região. Já os organismos que não forem capazes de se adaptar em dado ambiente serão, consequentemente, extintos.

Capacidade de reprodução segundo Darwin

Segundo as observações de Darwin, a capacidade de reprodução dos organismos é maior do que a capacidade do meio-ambiente de proporcionar condições para o seu sustento; é o caso de alimentos e um local para se esconder de predadores.

Com base em suas experiências científicas, Darwin percebeu que sempre existirá uma “luta pela sobrevivência”, desta forma sempre encontraremos variações entre as espécies, sendo que uma terá mais facilidade de sobreviver do que outra. Desta forma ocorrerá sempre a propagação de organismos mais adaptados, ao passo que os mais fracos serão naturalmente eliminados.

Darwinismo
Foto: Reprodução

Darwinismo e o mutualismo

Atualmente escutamos muitos naturalistas falando em mutualismo, teoria sintética ou neodarwinismo, que significa dizer que após o descobrimento do DNA humano, percebemos que as mutações genéticas e a seleção natural ocorrem apenas com a finalidade de que novas espécies de seres vivos possam vir a surgir na Terra.

Darwinismo e os animais criados em cativeiro

Aqui Darwin pode perceber que quando os animais são criados em cativeiro, com todos possuindo as mesmas condições ideais para a sua sobrevivência, os animais em tal situação possuem as mesmas chances de sobreviver. Com isso, todos se reproduzem rapidamente, não ocorrendo o que chamamos de seleção natural, tendo em vista a neutralização da ação.

Seleção artificial

Em sua teoria Darwin também observou que a influência do homem durante o processo de criação de animais ocorre conforme suas necessidades, isto é, realizando um tipo de seleção, chamada de seleção artificial. Como exemplo, podemos citar a diferença entre um porco selvagem e um doméstico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *