Linha do Equador

A Linha do Equador é uma linha imaginária que possui mais de 40 mil quilômetros de extensão, presente em toda a circunferência da Terra e responsável por dividir o globo terrestre em dois hemisférios: o Hemisfério Sul, também denominado meridional ou austral, que apresenta o Polo Sul; e o Hemisfério Norte, também conhecido como setentrional ou boreal, que contém o Polo Norte.

Além de ser importante para os estudos da Geografia, esta divisão serve como uma referência para a localização de um determinado local.

A Linha do Equador é o resultado da intersecção da superfície da Terra com o plano que contém o seu centro, sendo perpendicular ao eixo de rotação.

Latitude e longitude

A referência para a localização de um determinado local é possível por meio da latitude e da longitude.

A latitude é a distância de qualquer ponto da superfície terrestre em relação à linha do Equador e é estabelecida em graus, sendo que a linha do Equador é o marco inicial, representado como 0º. A partir do marco inicial temos a latitude norte (N) e a latitude sul (S), que medem até 90º. Já a longitude é medida ao longo do Equador, sendo a distância entre um ponto e o Meridiano de Greenwich, podendo ir de 0º a 180º para Leste ou para Oeste.

Existem também outros paralelos importantes, como o trópico de Câncer e o Círculo Polar Ártico, no hemisfério Norte; e o trópico de Capricórnio e o Círculo Polar Antártico, no hemisfério Sul.

Linha do Equador
Foto: Reprodução

Equador geodésico, terrestre e celeste

  • Equador geodésico – É o círculo máximo, definido em um modelo esférico a Terra, que é perpendicular ao eixo. É a referência para a medição das latitudes, de 0º a 90º, para Norte e para Sul.
  • Equador terrestre – É a linha à superfície da Terra em que a latitude é igual a 0º, sendo uma linha irregular.
  • Equador celeste – É a circunferência resultante da intersecção do plano do Equador com a esfera celeste.

Os cruzamentos da Linha do Equador

A Linha do Equador cruza os oceanos Atlântico, Índico e Pacífico, assim como os seguintes países: São Tomé, Gabão, República Democrática do Congo, Uganda, Quênia, Somália, Maldivas, Indonésia, Kiribati, Equador, Colômbia e Brasil.

No território brasileiro essa linha imaginária corta os estados do Pará, Roraima, Amazonas e Amapá, mas apenas uma capital: Macapá, capital do estado do Amapá.

Em Macapá existe um complexo turístico-cultural, com destaque para o Marco Zero, que é um obelisco de 30 metros de altura com uma abertura no alto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *