Números-índices

Utilizados com frequência por economistas, engenheiros e administradores, os números-índices são medidas estatísticas capazes de estabelecer comparações de conjuntos de variáveis que se relacionam entre si. São também os números-índices os responsáveis por permitir a obtenção de um quadro sintetizado das alterações significativas em áreas afins, a exemplo dos preços de matérias-primas, dos produtos acabados, volume físico de produto, entre outros.

A partir da utilização de números-índices é possível determinar: 1) As variações que se passaram ao longo do tempo; 2) As diferenças entre lugares; 3) As disparidades entre categorias afins, a exemplo de produtos, organizações, pessoas, entre outras.

Influência e aplicação

Na área de administração, os números-índices exercem papel fundamental, sobretudo no que se refere a frequente desvalorização de uma moeda e quando o processo de crescimento econômico promove alterações continuadas nos hábitos dos consumidores. Tudo isso colabora para a ocorrência de transformações qualitativas e quantitativas na composição da produção nacional e de cada empresa.

Já na economia, a aplicação dos números-índices é essencial como um mecanismo de extrema utilidade para economistas, tanto para solucionar problemas relacionados tanto a microeconomia como a macroeconomia. Como exemplo, nessa área é possível constatar como exemplo, por meio dos números-índices, a precisão de se obter até que ponto o preço de algum produto foi elevado com relação aos preços dos outros produtos em um mesmo mercado econômico.

Enquanto que se a necessidade for estabelecer a inflação se fará necessário aferir a elevação dos preços dos vários produtos como um todo, por meio do índice geral de preços.

Números-índices
Foto: Reprodução

Compreendendo o conceito de relativo

O total em dinheiro gasto a cada 12 meses (um ano), se comparado a determinado ano base, sofre variação de um ano para o outro em decorrência das alterações no número de unidades comparadas dos diferentes artigos, assim como por causa das alternâncias nos preços unitários de tais produtos. Assim, constituem-se três variáveis, são elas: valor, quantidade e preço. De forma que o valor corresponde ao resultado do produto entre o preço e a quantidade.

Aplicação de índices agregativos ponderados

Um problema comum quando o assunto são os índices ponderados -além da fórmula a ser empregada para expressar as alterações de preço e de quantidade dos bens- é o critério para a fixação dos pesos correspondentes a cada um dos deles. A consideração levantada pelos métodos mais utilizados tem como fundamento a cooperação de cada bem no valor transacionado total. Esta é estabelecida, geralmente, respeitando dois critérios: o peso fixo na época básica ou o peso cambiante no período atual.

Entendendo o índice de Laspeyres (método da época Básica)

O índice de Laspeyres nada mais é do que a representação de uma média ajuizada de relativos, em que os aspectos que determinam isso são constituídos segundo preços e as qualidades da época básica. Assim, no índice de Laspeyres o fundamento que ajuíza os relativos é a época básica. Por isso tal menção na nomenclatura do método.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *