Quem foi Olga Benário Prestes?

Maria Bergner, mais conhecida no Brasil como Olga Benário Prestes ou Olga Benário, foi uma revolucionária alemã, nascida no dia 12 de fevereiro de 1908, na cidade de Munique, em uma família judia de classe média. Filha de uma dama de alta sociedade de Munique e de um advogado social democrata, Olga entrou em contato com ideias liberais avançadas ao ver o exemplo do pai, que trabalhava com as causas trabalhistas dos operários atingidos pela crise que se instalara no país.

Desde 1926, Olga Benário Prestes era membro do Partido Comunista alemão e foi acusada de atividades subversivas e presa em 1929.

A vida de Olga Benário Prestes

Aos 15 anos de idade, Olga já possuía uma formação cultural sólida composta por grandes escritores e pensadores alemães. Também se aproximou da Juventude Comunista, organização na qual começou a militar de forma ativa.

As atividades na organização aproximaram Olga do dirigente Otto Braun, com quem foi morar aos 16 anos. Em 1928, a alemã, juntamente a outros integrantes da Juventude Comunista, invadiu a prisão de Moahit para libertá-lo. Ambos fugiram para Moscou, onde Olga fez treinamento militar e carreira no Comintern.

Quem foi Olga Benário Prestes?
Foto: Reprodução

Ao lado de Luís Carlos Prestes

Após ser presa em 1929 e libertada, Olga Benário foi para a União Soviética, lugar em que passou a trabalhar na Internacional Comunista e onde conheceu o líder revolucionário brasileiro Luís Carlos Prestes, que liderou a famosa Coluna Prestes. Olga fez parte de um grupo de estrangeiros que acompanhariam Prestes em seu retorno ao Brasil, onde ele deveria liderar uma revolução que tentaria implementar o comunismo no país.

O casal chegou ao Brasil em abril de 1935 e instalou-se no Rio de Janeiro para organizar os preparativos da revolução. Após o fracasso da Intentona Comunista de 1935 nas cidades de Natal, Recife e Rio de Janeiro, Olga e Luís Carlos Prestes foram presos e separados, em março de 1936.

Logo depois, Olga declarou aos jornalistas brasileiros que estava esperando um filho de Prestes. Mesmo grávida, a alemã foi deportada para a Alemanha nazista, seis meses depois. Ela foi entregue à polícia política alemã, a Gestapo, e enviada para um campo de concentração. Lá, nasceu Anita Leocádia Prestes, filha de Olga Benário Prestes e Luís Carlos Prestes.

Anita foi entregue a sua avó paterna após uma campanha internacional pela sua libertação, e Olga continuou presa. Em 1942, morreu executada pelos nazistas na câmara de gás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *