Rosmini e sua filosofia

Antonio Francesco Davide Ambrogio Rosmini Serbati nasceu no dia 24 de março de 1797, em Rovereto, na Itália, e faleceu no dia 1º de julho de 1855, em Stresa. Durante a sua vida, Rosmini dedicou-se aos estudos de filosofia, política, ascética e pedagogia. Após finalizar os estudos jurídicos e teológicos na Universidade de Pádua, o italiano recebeu a Ordenação sacerdotal em 1821. Antonio Rosmini demonstrou bastante interesse nos estudos filosóficos, encorajado pelo Papa Pio VIII, e buscou conciliar os ensinamentos da Igreja Católica com as ideias filosóficas e modernas.

Rosmini e sua filosofia

A filosofia de Antonio Rosmini

Rosmini define a filosofia como a ciência do ser e a divide em dois campos: a ideologia e a lógica, que estudam o “ser ideal”; e a antologia e a metafísica, que abordam o “ser real”.

A principal preocupação de suas ideias não era o “conhecer”, mas sim o estudo do ente inteligente como tal. Assim sendo, trata-se de um problema cuja natureza é metafísica, base do problema do conhecer e do ente inteligente (ou espiritual) do qual se desdobram não apenas o problema do conhecimento, como também todos os outros referentes ao homem como ser real. Isto quer dizer que o ser inteligente é a primeira razão do conhecer e o objeto da filosofia do qual desenrola o conhecimento do “ser pensado” que dispensa da experiência sensível. O sujeito humano, em sua existência, não seria nada além da realização da essência do ser, enquanto o “ser ideal” vai além de tudo e o seu objetivo não possui limites próprios, porém é limitado pela mente que o contempla.

De acordo com as ideias de Rosmini, o ser é sempre “objeto por essência” e, por isso, o real, enquanto não se tornar conhecido, não é objeto; e o ser real apenas torna-se conhecido pelo ser ideal. Para Rosmini, a lei e a política formavam a dignidade dos seres humanos, pois a liberdade e a propriedade privada eram conseqüências da dignidade do homem e, sendo assim, elas deveriam ser protegidas. A filosofia de Antonio Rosmini foi influenciada pelas ideias de Santo Agostinho, São Tomás e Platão.

As obras de Antonio Rosmini

Uma das obras mais famosas de Rosmini é “As cinco chagas da Santa Igreja”. Também produziu a carta encíclica “Fides et ratio” e as “Máximas de perfeição cristã”. O filósofo italiano fundou o Instituto da Caridade e o das Irmãs da Providência, objetivando um bom ambiente para a formação humana e religiosa. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *