Biografia de Van Gogh

Vincent Van Gogh é considerado um dos pintores mais importantes da história. Nasceu na Holanda, no ano de 1853 e faleceu no ano de 1890. Foi o precursor da pintura de vanguarda, e através das cartas que enviava ao seu irmão chamado Theo, pesquisadores puderam resgatar muitos aspectos da vida e do trabalho deste excelente e único pintor.

Início da vida de Van Gogh

Aos 15 anos, Van Gogh foi trabalhar para um comerciante de arte, localizado na cidade de Haia, alguns anos depois, foi morar em Londres e posteriormente em Paris.

Van Gogh possuía grande interesse por religião, então decidiu estudar Teologia, em Amsterdã, e logo após a conclusão do curso se tornou pastor na Bélgica, por cerca de seis anos. Por conta desta forte influência religiosa Van Gogh passou a realizar vários desenhos a lápis sempre com o foco nas histórias religiosas.

Com o voto de pobreza declarado, Van Gogh se desfez de todos os seus bens entre os pobres e passou a morar com o irmão Theo, em Haia, no ano de 1880, passando a se dedicar a pintura.

Biografia de Van Gogh
Foto: Reprodução

Van Gogh e Gauguin

No ano de 1886, Van Gogh decide ir para Paris e após dois anos na cidade, resolve mudar-se para Arles, cidade localizada ao sul da França. O pintor decide alugar uma casa e passa a intensificar sua produção, junto ao pintor Gauguin.

O foco era montar junto à Gauguin um centro artístico de pintura naquela região.

Discussões e a perda do lóbulo da orelha

Após um período de boa convivência entre ambos, inicia-se uma fase de brigas e discussões, até que em 1888, Van Gogh em um ato de impulsividade ataca Gauguin com uma faca.

Frustrado e atormentado por se sentir um fracassado e não ser reconhecido como desejava, Van Gogh decide em um ato de loucura cortar o próprio lóbulo da orelha esquerda. Van Gogh embrulhou a orelha em um pedaço de papel e entregou a uma prostituta.

Internação de Van Gogh e o início de seu reconhecimento

Em 1889 o pintor passou a apresentar sinais de disfunção mental, estando tranquilo em um momento e transtornado em outro, com alucinações e delírios.

Foi internado em um asilo por seu irmão Theo, porém não deixou de fazer o que mais amava em sua vida, continuou pintando dentro do asilo, criando obras que cada vez mais se destacavam pela classe artística.

A chegada de seu suicídio

No ano de 1890 Van Gogh parecia estar recuperado, foi morar em Auvers-sur-Oise e voltou a se dedicar freneticamente a pintura, porém em julho do mesmo ano voltou a estar depressivo com a situação financeira que ele e seu irmão enfrentavam.

Atordoado com toda situação Van Gogh decide atirar contra si mesmo, no tórax. Levado ao hospital por amigos que o encontraram, Van Gogh não resistiu e após três dias de internação veio a falecer.

Arte reconhecida

Durante toda sua vida, Van Gogh não conseguiu vender nenhuma de suas obras, sendo reconhecido posteriormente após sua morte.

Curiosidade: Alguns biógrafos dizem que Van Gogh arrancou o seu lóbulo da orelha como espécie de vingança contra sua amante Virginie, após descobrir que ela estava apaixonada por seu amigo Gauguin. De acordo com esta versão, Van Gogh teria enviado seu lóbulo da orelha para Virginie.

Principais obras de Van Gogh

  • Os comedores de batatas;
  • Caveira com cigarro acesso;
  • A ponte Debaixo de Chuva;
  • Natureza morta com absinto;
  • A italiana;
  • A vinha encantada;
  • A casa amarela;
  • Auto-retratos;
  • Retrato do Dr. Gachet;
  • Girassóis;
  • Oliveiras;
  • Vista de Arles, Pomar em flor;
  • A Igreja de Auvers.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *